Aprendendo japonês 1 - Curso de japonês NHK World

pic_syllabary

Quando eu comecei meu curso de japonês, eu já tinha dado uma olhada em vários sites, tentando aprender coisas básicas. Quando cheguei em minha primeira aula, eu percebi que estava mais familiarizada com muitas coisas e, por mais que ainda tivesse muito a aprender, eu me senti confortável com as primeiras lições, principalmente a do silabário (o que é basicamente o alfabeto deles).

Eu comecei o curso tanto pela paixão pelo país e pela língua quanto por objetivos acadêmicos e profissionais e por isso, acabei caminhando mais rápido quando pude e não parei o curso como muitos colegas. Um grande problema que consegui observar em alguns alunos é o simples carinho que existe pelos animes e mangás que leva aos cursos de japonês. E isso não é defeito, veja bem. Porém, muitos se sentiam revoltados quando não conseguiam sair falando depois de três meses de aula (e não conseguir entender o modo de falar dos animes que é bastante diferente do que aprendemos nas aulas).

O japonês possui pequenos detalhes que levam algum tempo para se acostumar e principalmente aprender. Mas o português é bem mais difícil quando paramos pra pensar em conjugações e similares. Por isso, antes de começar a aprender o japonês eu sugiro um reforço no português, como em verbos ou objetos diretos e indiretos porque isso será extremamente necessário no futuro. No meu curso de japonês (na Associação Mineira de Cultura Nipo Brasileira) aprendemos tudo pelo curso do Minna no Nihongo. Os livros deste curso são utilizados em vários lugares do mundo e pelo menos para mim, funcionou muito bem. Hoje se consegue achar cursos, aqui em minha cidade pelo menos, entre os R$ 180,00 e R$ 200,00, o que eu considero muito barato em comparação com o inglês, por exemplo (lembrando das exigências do inglês na vida da maioria das pessoas).

jp_study_minna2_en

Porém, se você não tem grana ou tempo pra começar um curso logo agora, você pode tentar aprender o básico com vários recursos da internet. Eu particularmente, gostei do processo utilizado em minha escola. Aprendemos a ler, escrever, falar e ouvir, tudo ao mesmo tempo, acompanhando é claro, um certo nível de cada processo.

A primeira coisa que aprendemos são os Hiragana e Katakana, o silabários fonéticos utilizado para escrever palavras simples - e no caso de iniciantes, todas as palavras. É a entrada para o mundo da escrita japonesa e, sem ele, a chance de você não conseguir evoluir na leitura e na escrita é de 99,9%.

Bom, para começar a estudar os hiragana e katakana de forma satisfatória precisamos de muito treino, pois nessa hora de nada te adianta o alfabeto que utilizamos. É o momento de soltar a munheca e treinar bastante a escrita. Existem vários sites que podemos treinar a leitura e escrita dos hiraganas e katakanas, mas um dos melhores (não apenas para isso) é o site da NHK, em português, que ensina o básico do japonês para brasileiros ou descendentes que residem ou pretendem morar no Japão.

Mas afinal o que é hiragana e katakana? O Hiragana são kanas ou fonogramas que representam sílabas. A única "letra" sozinha no alfabeto japonês é o N, ou o seu som, considerando ser um fonograma. O restante, segue a linha das vogais A, I, U, E, O. Sim, a ordem das vogais deles é diferente. A partir disso, seguimos uma ordem que vai do ka ao wa, seguindo algumas regrinhas básicas. Os katakanas também são fonemas, porém, mais utilizados para escrever as palavras estrangeiras, nomes estrangeiros (é com eles que escreverá seu nome) e algumas onomatopeias.

Ficou confuso, provavelmente, não é?

Uma ótima explicação (e opções para treinamento), você encontra no site Aprendendo Japonês.

Bom, no link do NHK world você pode ouvir e ler, além de baixar pdfs gratuitamente. Divididos em Hiragana 1 (os primeiros fonogramas), Hiragana 2 (a inclusão do tenten ou das aspas e da bolinha acima dos fonogramas faz com que o som dos primeiros mudem! além das primeiras combinações para formação de palavras), Katakana1 e Katakana 2 você pode aos poucos aprender o silabário japonês. A partir daí, fica muito mais fácil aprender a ler as primeiras lições básicas com o bom dia ou boa tarde.

NHK WORLD 

pic_syllabary

Se você viajar pela página terá acesso a outras lições, como frases básicas e de convivência. Se seguir ainda mais pelo site terá acesso a algumas receitas bacanas. Mas talvez isso seja pra outra hora.

E, se além do NHK World quiser fixar ainda mais os hiraganas, você pode utilizar o Real Kana, que é um processo de memorização para quem já aprendeu, mas precisa decorar melhor!

Real Kana

Se depois surgir uma vontade ainda maior de aprender, existem vários sites que vocês podem utilizar, além do NHK para continuar aprendendo e que, mais tarde, a gente pode colocar aqui. 🙂

Tagged with:     , , ,

About the author /


Related Articles

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *


*