Estudios de Animes - Studio Ghibli

Sediado  em Kogane, Tóquio, Studio Ghibli é um dos mais famosos  estúdio de animação japonesa. Fundado em 1985, por Hayao Miyazaki e Isao Takahata. Eles eram velhos conhecidos e amigos que já sonhavam com o estúdio muito tempo antes de trabalharem juntos em Nausicaä do Vale do Vento, em tempos de trabalho excessivo para cumprir prazos apertados, com isso era impossível realizar uma animação realmente requintada. O objetivo principal para criação do estúdio deles era poder possuir um lugar que tornaria possível se sentir realizado, poderia produzir obras muito bem trabalhadas com todo o tempo preciso para serem cuidadosamente realizadas, do próprio jeito que qualquer bom animador almejaria. O logotipo da empresa apresenta o Totoro, personagem  favorito dos fãs de Hayao Miyazaki "Meu Vizinho Totoro". Muitas e muitas vezes o Studio Ghibli foi chamado "Disney do Japão" e Hayao Miyazaki "Walt Disney do Japão". Dificilmente podemos discordar disso – Miyazaki e Ghibli são ambos muito mágicos.

Ao longo dos anos o  Studio Ghibli ganhou muitos prêmios por suas criações extravagantes e em 2002, A Viagem de Chihiro ganhou um urso de ouro e um Oscar de melhor filme de animação. Até hoje "A Viagem de Chihiro" continua a ser o único anime até hoje que faturou esse  Oscar de melhor animação . Você sabe qual é  o segredo que torna todos os  Ghiblis tão mágicos? Não? Leia para descobrir.

Ghibli e Curiosidades

Então da onde é que vem o nome Ghibli? Bem, Ghibli baseia-se no nome árabe para o sirocco (Vento Mediterrâneo). Vento quente do sueste, sobre o Mediterrâneo. Sopra sobre o Saara, Líbia, norte da Africa, trás areia do deserto, cobrindo Roma. A pressão atmosférica cai violentamente, causando enxaqueca na população. A coisa é tão séria, que a legislação italiana prevê atenuante para o crime cometido sob tal influência. Embora pronunciado com um g duro em árabe e italiano, a pronúncia japonesa da palavra é com um suave g (ji-bu-ri).

A razão deste nome foi porque Miyazaki e Takahata queriam passar a ideia de um vento diferente que sopra na animação japonesa, ou seja reza a lenda que seria responsável por um “sopro” vivaz na mente de todos animadores japoneses, o que não se esperava era que esse vento se estendesse e soprasse no imaginário do mundo inteiro. Confira esta lista rápida, apresentando alguns dos principais destaques do estúdio:

  • O primeiro sucesso real de bilheteria na história do Studio Ghibli (pouco mais de 18 milhões de dolares) foi o Serviço de Entrega de Kiki em 1989, quatro anos após a criação do estúdio.
  • O filme de maior bilheteria de 1992, no Japão foi o próprio Porco Rosso do Studio Ghibli (2,8 bilhões de ienes).
  • Já o primeiro filme do Studio Ghibli a usar computação gráfica foi Pom Poko em 1992, estrelado por um grupo de tanuki.
  • O primeiro filme de Miyazaki, com gráficos de computador e o primeiro filme do Studio Ghibli com coloração digital foi Princesa Mononoke em 1997. Roger Ebert(famoso critico americano de cinema) colocou o filme no seus top dez de melhores  filmes de 1999 (depois que tinha sido lançado nos EUA) e também foi o maior filme de bilheteria no Japão (ultrapassando o E.T.) com 134 milhões de dolares  em receitas de bilheteria, até que a conquista foi reivindicada pelo Titanic vários meses mais tarde (mas não por muito tempo!)
  • O primeiro filme do Studio Ghibli feito inteiramente com processamento digital foi Meus Vizinhos, os Yamada em 1999.
  • Meu Vizinho Totoro (Tonari no Totoro) dirigido por Miyazaki, e Túmulo dos Vaga-lumes (Hotaru no Haka), de Takahata foram dois grandes destaques, o primeiro citado tornou-se mais um grande sucesso e acabou trazendo a mascote definitiva do estúdio, a estranha e carismática criatura chamada Totoro, reconhecida até hoje por muitos, sendo até parte do design da logo deles. E o segundo acabou sendo aclamado como uma emocionante obra-prima japonesa, e muitos o chamam como um dos melhores trabalhos do estúdio junto com Totoro.
  • A Viagem de Chihiro do Studio Ghibli  foi o primeiro filme da história a arrecadar US$ 200 milhões antes de estreiar nos Estados Unidos e foi a animação de maior duração a ganhar um Oscar, já que o filme tem 125 minutos. Além disto, também ganhou o Urso de Ouro do Festival de Berlim.
  • Até o próprio filho de Hayao Miyazaki se aventurou comandando uma animação, no ano de 2006, saía Contos de Terramar (Gedo Senki) por Goro Miyazaki. O longa-metragem foi recebido com bastante estranheza até pelo seu próprio pai, ganhou variados prêmios, mesmo sendo uma obra divisora de opiniões.

O que torna Ghibli  especial

Então, qual é a receita dos filmes do  Studio Ghibli ? Bem, suas obras mais frequentemente apresentam motivos, temas e imagens em comum. Então misture  personagens femininas (geralmente  jovens),  gatos, doces senhoras de idade, coisas relacionadas com a aviação, trens, boutiques, personagens com várias formas e identidades, bandos de pássaros, criaturas, personagens masculinos incompreendidas, segredos ou lugares escondidos e em muitos casos e a falta de um antagonista claramente definido, para um tipico filme Ghibli.

Mas você sabia que o "primeiro filme do Studio Ghibli" não é realmente um filme do Studio Ghibli ? um filme escrito e dirigido por Miyazaki, baseado em um mangá de sua autoria: Nausicäa – O Vale dos Ventos,  foi criado um ano antes da criação do Studio Ghibli. Nausicaä na verdade é do estudio Topcraft. Por isso mesmo que ele não sendo tecnicamente um filme do Studio Ghibli, ele é frequentemente creditado como um devido a ele ter sido um fator que influenciou muito a criação do estudio.

Outro fato divertido é que o Studio Ghibli adotou uma política de "sem cortes". Esta política foi introduzida após a  infeliz retalhação de Nausicaä no lançamento americano. A política foi levantada novamente após o lançamento de Princesa Mononoke em 1997 porque a Miramax queria fazer alterações para o filme a fim de torná-lo mais comercial para os Estados Unidos, quando foi lançado lá  em 1999. Aparentemente, o  Studio Ghibli respondeu enviando para Miramax uma katana autêntica com uma simples mensagem: "sem cortes",  anexados a ela 😆 .

Esse é com certeza mais um motivo para gostarmos do Studio Ghibli, cortes são detestavéis e é como um desrespeito a obra original!

 O Museu do Studio Ghibli

O próprio Hayao Miyazaki fez o projeto conceitual do Museu.

Para atender aos fãs de seus trabalhos, foi criado o Ghibli Museum em 2001, uma espécie de mansão localizada no subúrbio de Tóquio, toda baseada  em referências aos conceitos de animação e personagens dos filmes do estúdio. Um espaço moldado exclusivamente na estética das obras do estúdio

No museu aprende-se como é que se faz estes filmes de animação passo a passo, como é que são criados, etc. Também estão em exibição algumas animações de curtas-metragens para visualização.

O museu em si é caprichosamente desenhado em vários estilos que rementes aos diferentes filmes,  e muitos de seus famosos personagens estão lá, incluindo um robô em tamanho real de “Laputa” no jardim da cobertura.
O primeiro andar do museu apresenta a história e as técnicas de animação e tem um pequeno auditório onde são projetados curtas metragens produzidos exclusivamente pelo  Studio Ghibli para o museu, com uma programação nova a cada mês. O segundo andar abriga exposições temporárias especiais. O museu tem ainda um café, parque infantil, um jardim na cobertura e uma loja de souvenir.

“Vamos nos perder juntos” é o tema desse museu cheio de atalhos e passagens secretas, desenhado pelo próprio Hayao para que as crianças “se percam” dos pais e entrem em uma divertida viagem em que a única coisa que precisam fazer é seguir os próprios instintos.

O Museu Ghibli é quase todo interativo: praticamente todos objetos e máquinas do ambiente foram feitos para que todos  mexam, toquem, apertem e abram qualquer coisa que veja pela frente.

Lá é tão famoso que pessoas do mundo inteiro tentam comprar o ingresso com meses de antecedência.

 Melhores Filmes

A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi)
Chihiro é uma menina que não está muito satisfeita com a mudança de casa. No carro, a caminho de seu novo lar, seus pais pegam um atalho. Descobrem um túnel e, por curiosidade, resolvem explorá-lo. Encontram uma cidade deserta, mas com muita comida. Os pais se esbaldam no banquete, e quando Chihiro os vê, eles se transformaram em porcos. A menina então embarca em um mundo de magia na tentativa de salvar seus pais.
Dirigido por Miyazaki, o filme traz bruxa, dragão, bebê gigante, pedras que falam, espíritos que vagam pelos lugares...
 Meu vizinho Totoro (Tonari no Totoro)
Também de Miyazaki, essa animação de 1988 fez tanto sucesso, que o personagem Totoro virou o símbolo do Studio Ghibli, fez aparições em outros filmes do estúdio, e em 2010 teve uma pequena participação em Toy Story 3.
 O Túmulo dos Vagalumes (Hotaru no Haka)
De Isao Takahata. A história se passa no final da Segunda Guerra, e tem seu foco na forte relação dos irmãos órfãos Seita, de 14 anos e sua irmãzinha Setsuko, de 4. Eles têm de viver sozinhos em um abrigo, e a situação piora quando Setsuko adoece.
Sussurros do coração (Mimi wo sumaseba)

Tsukishima Sizuku é uma adolescente que adora lê e pretende passar as férias lendo e traduzindo músicas estrangeiras para japonês. Porém, ela começa a se dar conta de que todos os livros que escolhe na biblioteca foram lidos por uma mesma pessoa: Amasawa Seiji, um fabricante de violinos aprendiz, que sonha em trabalhar na história. Juntos, eles passam a incentivar o desenvolvimento criativo um do outro e um vínculo muito forte vai surgindo entre os dois.

Laputa - O castelo no céu (Tenku no shiro Rapyuta)
Sheeta é uma menina que literalmente cai do céu e o garoto Pazu a salva. Logo ele descobre que Sheeta estava fugindo de piratas do ar, que queriam uma pedra misteriosa que ela levava consigo. Para solucionar o mistério da pedra, eles têm de ir até Laputa, que é o nome de um castelo que fica flutuando no céu.
O Serviço de Entregas de Kiki (Majo no takkyûbin)
Kiki, uma bruxinha, está fazendo 13 anos e segundo os costumes de seu povo deve aprender a se virar sozinha. Assim, apenas com sua coragem e sua vassoura voadora, vai para a cidade grande e, para conseguir sobreviver, acaba ajudando em um serviço de entregas.
Porco Rosso (Kurenai no buta)
Porco Rosso é  um ex-piloto da força área Italiana que passou a operar isoladamente na luta contra os criminosos do mar Adriático (os Aéro Vikings). É-nos mostrado um mundo maravilhoso de hidroaviões e todo um "cenário" contemporâneo (fim dos anos 20) com um realismo nunca antes visto (a nível dos hidroaviões, do cenário politico-social, etc.)
FILMOGRAFIA

Pré-Ghibli
1968 – Horus: O Príncipe do Sol (Taiyo no Oji: Horusu no Daiboken)
1972 – Panda! Go Panda! (Panda Kopanda)
1979 – Lupin III: O Castelo de Cagliostro (Rupan Sansei: Cagliostro no Shiro)
1984 – Nausicaä do Vale do Vento (Kaze no Tani no Naushika)
Studio Ghibli
1986 – Laputa, O Castelo no Céu (Tenkyo no Shiro Rapyuta)
1988 – Meu Vizinho Totoro (Tonari no Totoro)
1988 –  Túmulo dos Vagalumes (Hotaru no Haka)
1989 – O Serviço de Entregas de Kiki (Majo no Takkybin)
1991 – Only Yesterday (Omohide Poroporo)
1992 – Porco Rosso - O Último Herói Romântico (Kurenai no Buta)
1993 – Eu Posso Ouvir o Oceano (Umi ga Kikoeru)
1994 – Pom Poko (Heisei Tanuki Gassen Ponpoko)
1995 – Sussurros do Coração (Mimi wo Sumaseba)
1997 – Princesa Mononoke (Mononoke Hime)
1999 – Meus Vizinhos, os Yamadas (Tonari no Yamada-kun)
2001 – A Viagem de Chihiro (Sen to Chihiro no Kamikakushi)
2002 – O Reino dos Gatos (Neko no Onegashi)
2004 – O Castelo Animado (Hauru no ugoku shiro)
2006 – Contos de Terramar (Gedo Senki)
2008 – Ponyo – Uma Amizade que Veio do Mar (Gake no Ue no Ponyo)
2010 – Karigurashi no Arrietty
2011 – Kokurikozaka kara
2012 – Kurenai no Buta 2
Fontes

Tofugu

jojoscope

madeinjapan

Lumi7

About the author /


Related Articles

6 comentários

  1. Galvão

    Mágico, D+ D+ D+ o post Noko-chan *.*!

  2. Darkvash

    incriel! esse estudio é magico, ja assisti varios filmes e muitas vezes a viagem de chihiro e o castelo animado muitas vezes, muito bom *_*

  3. Quincyg

    Superb blog! Do you have any hints for aspiring writers? I'm planning to start my own blog soon but I'm a little lost on everything. Would you propose starting with a free platform like WordPress or go for a paid option? There are so many choices out there that I'm completely overwhelmed .. Any tips? Thanks a lot!

    • Nokome

      Thanks for your comment!! It's funny see people of others countries here xD!! I recommend the wordpress for who's starting, it's easy-to-use, flexible and quite powerful!! Good luck =)!

Post your comments

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*